quarta-feira, 7 de abril de 2010

Cuando nadie me ve...

12 comentários:

com senso disse...

Caro Amigo

"a veces de un hilo
y a veces de un ciento
y hay veces, mi vida,
te juro que pienso:
¿por qué es tan difícil
sentir como siento?
sentir ¡como siento!
que sea difícil"

Será que o Alexandre Sanz se inspirou neste blog?

Um abraço

Mike disse...

Para além de bonitas letras e excelentes composições, o Alexandro Sans tem uma maneira muito própria de interpretar as canções e de dizer as palavras.
O homem canta e encanta. :-)
Abraço.

Socrates daSilva disse...

com senso,
Bonitos versos. Em certos momentos, parece que parte desta canção foi escrita para mim. Mas, vendo bem, acho que o Alexandro tem outro tipo de dilemas…
:-)

Abraço


Mike,
É verdade, sim senhor! O Alexandro é um bom mocinho…
:-)
Abraço

Tongzhi disse...

Um excelente interprete!!!

Socrates daSilva disse...

Tongzhi,

Que bom ler-te! Abraço!

com senso disse...

Caro Amigo

Vou estranhando a duração da tua ausência.
Espero sinceramente que esteja tudo bem contigo e com todos os teus.
Envio-te um forte abraço, desejando o teu rápido regresso!

altar disse...

Onde andas?

Violeta disse...

Passei para deixar um beijinho e saber se estás bem?
Bjocas

Mike disse...

Hello!!! Knock! Knock! Is anybody there?
Abraço.

Violeta disse...

passei para desejar felicidades e agradecer as palavras que me deixaste.
Que as coisas decorra da melhor forma para ti, aquele que Deus achar que te leva ao teu caminho.
Bjs

Mike disse...

Wondering.... por onde andará Sócrates da Silva?
Abraço.

Fernando Gonçalves disse...

Olá, parabéns pelo seu blog.
Te convido a conhecer o meu,
http://carmasepalavras.blogspot.com/

;)