quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Ágora





De Alejandro Amenábar já se espera qualidade. Mas a temática e a produção deste filme surpreendeu-me em absoluto. Não o encontrei em exibição em nenhum cinema nacional. Espero que esteja para breve.

(Tú no cuestionas lo que crees... Yo, sí...)


7 comentários:

pinguim disse...

Adoro filmes históricos e este realizador é um garante de qualidade, logo é o "dois em um"...
Não consigo é "gramar" esta língua em filmes de época...
Abraço.

Vasco disse...

ÁGORA é o nome da revista da minha escola… ;) Abraço!

com senso disse...

Aliciante mesmo! Vou ficar atento quer aos cinemas, onde infelizmente as produções espanholas escasseiam, quer à saída em DVD
Abraço!

Violeta disse...

e agora fiquei cheia de curiosidade para ver o Ágora...
bjs

Socrates daSilva disse...

Pinguim,
Já sei que não morres de amores pelo castelhano. Eu nisso não compartilho a tua opinião, embora ache ridículo as dobragens que são a regra nas televisões espanholas.
Abraço!


Vasco,
Que nome bem escolhido! Faz falta mais ágoras. Literais e simbólicas.
Abraço!


Com senso,
O cinema espanhol está pujante. É pena ser pouco divulgado já que estamos mesmo aqui ao lado.
Abraço!


Violeta,
Somos dois. Espero que a expectativa não seja defraudada.
Bjs

Mike disse...

Caro Sócrates,
(eh pá...parece que estou a escrever ao PM)
É a minha primeira visita aqui ao estaminé, que prometo repetir.
Obrigado pela referência.

Quanto ao filme...o pior é mesmo o castelhano, porque parece-me ser um filmão (não fosse ele do Amenábar)

Socrates daSilva disse...

Mike,
"Porreiro, pá!"
(Isto foi para corresponder ao teu sentimento de estares a escreveres ao PM. Lamento, mas na continuação não vou conseguir manter o nível...)

Bem hajas pela visita e comentário. És sempre bem vindo!

Já vi que estou em minoria no gosto pela língua de Cervantes. Como disse ao Pinguim, não gosto de séries dobradas em castelhano, mas "el hablar de nuestros hermanos me encanta".
:-)