quarta-feira, 12 de março de 2008

Hoje é uma anedota...

Pois é! A fim de elevar o animo aqui do autor (antes que me enfrasque de Xanax's, Prozac's ou aguardente) hoje é uma anedota que li algures e uma musica pá abanar o capacete.


Certa vez ao chegar a casa, Francisco Louçã ouviu um barulho no seu quintal.
Chegando lá, viu um ladrão a tentar levar os seus patos de criação.
Aproximou-se vagarosamente do indivíduo e, surpreendendo-o ao tentar pular o muro com os seus amados patos, gritou-lhe assim:
- Oh, bucéfalo anácroto! Não o interpelo pelo valor intrínseco dos bípedes palmípedes, mas sim pelo acto vil e sorrateiro de profanares o recôndito da minha habitação, levando meus ovíparos à sorrelfa e à socapa.
Se fazes isso por necessidade, transijo; mas se é para zombares da minha elevada prosopopeia de cidadão digno e honrado, dar-te-ei com minha bengala fosfórica bem no alto da tua sinagoga, e o farei com tal ímpeto que te reduzirei à quinquagésima potência do que o vulgo denomina por nada.
O ladrão, confuso, responde: - Doutor, isso quer dizer que eu posso ou não levar os patos?

11 comentários:

Mikael disse...

LOL(não me apraz dizer mais anda :P)

Hydrargirum disse...

A anedota é divinal...eu já a conhecia mas com outro no lugar de FLouçã!...

É mesmo ao meu género não é? Com este chorrilho de palavras que não lembram ao diabo:)...lol

Abraço:)

PS - Xanax, hein?...Por mais que seja fan de um Xanaxzito, para uma noite descansada em alturas de buliço...afasta-te deles...procura os amigos...e conversa...é melhor que todos os calmantes...se algum dia precisares de conversar...dispõe!

socrates dasilva disse...

Mikael,
Um lol sempre é uma palavra boa, mesmo sozinha. Obrigado pela visita e comentário.
abraço

hydrargirum,
Sinto-me lisongeado por ter tido um rasgo de humor elogiado por ti, mestre :-)
Obrigado pela tua disposição de escutares alguem que está numa fase dificil (sinonimo de "seca"). Aparecerei...
abraço

Manuel Braga Serrano disse...

Essa anedota está muito próxima da realidade, mas com outro protagonista: Há anos, era Ruben de Carvalho candidato à Assembleia Municipal de Setúbal. Numa iniciativa de campanha onde só estavam pescadores, o Ruben de Carvalho desata a falar de Max Weber e outros que tais. Imagina a cara da assistência!! Por qualquer coisa, naquele ano a CDU não ganhou a Câmara de Setúbal!

socrates dasilva disse...

Manuel,
Realmente ás vezes a realidade é mais hilariante do que aquilo que inventamos. Essa ocasião deve ter sido mesmo engraçada. Retratos da vida de quem fala "politiquês".
abraço

rato do campo disse...

LOL! Tá muita bem apanhada!

André Benjamim disse...

Essa anedota fez-me lembrar umas reuniões políticas que frequentei há alguns anos; não muitos... ;-)

abraço-

Oz disse...

hahahahahaha
Muito bom. Deus nosso senhor nos livre dos palavrosos prolíferos!
Bom fim-de-semana!

socrates dasilva disse...

rato do campo,
Também achei quando a li.
abraço

andré benjamim,
Isso de viver anedotas ao vivo deve ser fixe...
abraço

oz,
Amén.
abraço e também bom fim de semana

pinguim disse...

Acho a anedota muito boa, mas não concordo muito em atribui-la ao Louçã, pois o homem até nem é demasiado complicado de perceber; ficaria melhor noutras bocas: o Sampaio, por exemplo...
Abraço.

socrates dasilva disse...

pinguim,
Realmente tantos politicos a quem se podia atribuir tal anedota... Eu usei o FL para respeitar a versão onde a li. Acho que deve ser porque ele de vez em quando usa uns adjectivos um pouco mais "sofisticados".
abraço