domingo, 30 de novembro de 2008

A memória do coração

Com este post fica completa uma trilogia de reflexões sobre o ano de duração do meu blogue. Hoje quero destacar alguns blogues, e os seus autores, que me marcaram de diferentes maneiras. É que tal como qualquer pessoa, nenhum blogue é uma ilha; nenhum blogue tem sentido sem os outros. Os blogues geralmente reflectem no plano virtual a realidade de que todos necessitamos uns dos outros; todos interagimos uns com os outros; todos somos influenciados uns pelos outros.




A lista de blogues que constam no meu Google Reader é grande. Devido à falta de tempo, e por vezes devido ao esquecimento, não a tenho sintonizada com a enumeração que consta ao lado. (Está para breve, prometo…) Mas, ao mesmo tempo considero, paradoxalmente, a minha lista de blogues pequena perante o que gostava de aprender, descobrir e entender de outros.


O tempo e, verdade seja dita, um pouco de timidez, também limitam o número de comentários que deixo. No entanto asseguro, por tudo o que de mais sagrado existe, que TODOS esses blogues são um prazer regular que não dispenso; são uma espécie de janela que abro de par em par e por onde me chega um vento aprazível ao espírito.


No entanto, já aviso que hoje vou ser um pouco injusto nas referências. Injusto é apenas uma maneira de dizer, porque não se trata de avaliar a qualidade técnica ou o mérito académico dos blogues. Injusto porque vou falar dos meus sentimentos; e já sabemos que os sentimentos por vezes distorcem um critério mais científico e rigoroso. Dentre todos os excelentes blogues que acompanho, apetece-me destacar alguns que foram, neste ano, uma espécie de “vento debaixo das minhas asas”.

Perdoem-me assim uma parcialidade tão perceptível, mas eles merecem mesmo…


Para eles vai o prémio...






Eu confesso…

Foi o meu Génesis. O André Couto escreveu, num comentário recente deixado no meu blogue, que é por acaso que nos vamos descobrindo uns aos outros. Foi realmente por acaso que descobri o "Eu confesso...". Não me recordo que pesquisa estava a fazer com o Google, mas a certa altura um dos links atraiu a minha atenção e cliquei. Comparo o que senti ao começar a ler este blogue, com o que os relatos dizem que se passou na descoberta do túmulo de Tutankamon. Quando perguntaram a Howard Carter se estava a ver alguma coisa, ele apenas disse: "Sim, coisas maravilhosas!". Eu, á medida que explorava este blogue, ficava abismado. Nunca imaginei que aquelas “confissões” fossem-me tão familiares. Quando comecei também a explorar os blogues aí linkados começou para mim uma espécie de big bang: o início de um universo. Tenho pena deste blogue já há mais de um ano estar inactivo. Manuel, onde quer que estejas, obrigado e, volta, que fazes falta!


Maurice

Foi uma das primeiras direcções apontadas pelo blogue "Eu confesso...". Foi o segundo blogue que li quase todo. Foi para mim uma leitura atenta, deslumbrante e muito reflectiva. Fez-me sentir a dignidade que existe numa forma de sentir e amar que o preconceito do meio em que fui criado tinha pintado com cores horríveis. Conseguiu com notável eficiência eliminar estereótipos instalados na minha mente. Um blogue que, fosse um cantor, eu esperava horas e empurrões para agarrar um autógrafo; um blogue que reflecte, decerto, alguém de qualidades humanas notáveis além de um hábil escritor.


Whynotnow

Tudo o que elogiar neste blogue sinto que é pouco. O Pinguim viu-me nascer e dar os primeiros passos. Com a sua disponibilidade e perspicácia, nunca mais deixou de apoiar-me. O seu blogue é variado, muito interessante e sempre com uma faceta humana impressionante. É um autêntico “maestro” desta blogosfera. Está sempre disponível para os amigos e procura ajuntá-los todos, por exemplo, como organizador do jantar de bloguistas, e não só. É um credor ilimitado da minha amizade e apreço, por tudo e mais pela paciência com que entende o mundo de outros. (traduzido: o meu!)


Boa Noite e Um Queijo

Um dos blogues que mais me fidelizou nas minhas primeiras andanças na blogosfera. Tinha um “ambiente” muito bem conseguido em que imagens e palavras eram conjugadas brilhantemente. Um dos poemas que mais gostei de ler até agora foi lá publicado. Acompanhei os blogues que sucederam ao Boa Noite e Um Queijo. Neles, o então Arion, escreveu alguns dos textos que mais me fizeram pensar e, no plano mais pessoal, sempre teve a amizade suficiente para ser frontal comigo quando achou que o devia fazer. Como bloguista e pessoa tenho-lhe amizade, estima e admiração.


Felizes Juntos

O Paulo foi dos primeiros a comentar regularmente no meu blogue. Agradeço-lhe a sensibilidade, a clareza e o espírito positivo de muitos deles. O seu blogue caracteriza-se pela boa disposição e uma selecção de textos, imagens e vídeos notável; foi a primeira pessoa que utilizou o meu mail para incluir-me no grupo a quem envia coisas giras. Foi uma sensação muito agradável! Sempre ocupado, mas sempre disponível para palavras de ânimo e boa disposição.


O Melhor dos Dois Mundos

O Special K, que agora também anda mais ocupado por uma boa causa, também foi um dos primeiros e constantes comentadores do meu blogue, de uma forma muito significativa e solidária. Este seu blogue é muito cheio de humor, por vezes deliciosamente mordaz e referências musicais espectaculares, onde aprendi muito.


Tongzhi

Comecei por conhecer “o Imperador” pelos comentários bem dispostos que ia deixando em alguns blogues. Também pelas referências elogiosas que lhe eram feitas por outros. Gostava de ir ao seu blogue desfrutar dessa boa disposição, mas um dia achei-me com coragem para comentar e assim ganhei a possibilidade de complementar a faceta que já conhecia, com a de um “companheiro de estrada” sensato, disponível e bom cozinheiro. (isto pelo que se diz…)


In Senso

Um blogue onde me atraiu a excelente informação, conjugada com uma análise sensata e perspicaz. Junto a isso, acrescento que o Com Senso ao comentar algumas vezes no meu blogue tem sabido animar-me numa parte sensível e frágil de mim: a crónica falta de confiança no que escrevo. Soube, também recentemente, de uma maneira impecável, fazer-me sentir que não caminho sozinho.


Altares Privados

Um blogue basicamente de fotografias que, por razões muito pessoais, me chamou a atenção muito cedo. É um local de sensibilidade e descoberta que não abdico.




Além de blogues, ficaria incompleto este meu reconhecimento se não mencionasse dois comentadores sem blogues:


Fugitivo

Um excelente amigo que me entende muito bem. Mesmo que o tempo não lhe permita ser uma presença constante na blogosfera, não passo sem lhe deixar neste post um testemunho da minha imensa gratidão.


Catatau

Um comentador constante e fortemente animador do meu e de muitos outros blogues. Pelas palavras que me marcaram; pela situação difícil que ele está a passar; pela certeza de que é um vencedor na vida, o meu grande abraço solidário e grato.



A todos, além destes que desejei destacar hoje e aqui, fica o meu reconhecimento.

Obrigado!


8 comentários:

Tongzhi disse...

Depois de um excelente jantar - perna de porco assada com castanhas e grelos - bem regado e com a chávena do café na mão, venho aqui e pimba!!
Um prémio por sobremesa!!!!
Não é um prémio qualquer, é um prémio de uma pessoa que aprendi a admirar, compreender e acompanhar!
A sensatez que referes, tem dias. Mas a disponibilidade para um amigo e marca de origem. Foi-me incutida por uma grande mulher que, apesar de, presentemente, não estar muito presente, me deixou este legado que espero levar até ao fim - o berço dá, a tumba a leva!
Dó me resta agradecer mais esta prova tua!
Obrigado
Abraço e votos de de uma boa "estrada", como tu bem dizes!!!

Tongzhi disse...

Dó?????
lol
Deve ser da "pinga"...
Rectifico:
Só me resta agradecer mais esta prova tua!

pinguim disse...

Conheço, à excepção do blog das fotos, todos os blogs referidos e inclusivé os dois comentadores sem blog; abstenho-me de comentar a minha incorporação neles, embora me sinta agradecido e honrado por isso; quanto aos outros estou de acordo com tudo o que dizes e também eu lamento muito o desaparecimento do blog do Manuel e a "fuga (justificada) do Fugitivo; e não esqueço a passageira, espero, ausência do Catatau (posso adiantar que falei há minutos com ele, pareceu-me animado e vai recomeçar a ler os blogs, embora ainda sem vontade de fazer comentários).
A inclusão destes blogs aqui fica a dever-se não à excelência dos blogos, queaté existe, mas mais à postura que tu adoptaste neste teu (nosso) blog e que permitiu que nós nos tivessemos aproximado de ti, de uma forma ou de outra, na formação de Amizades que ficam para vida.
És um Homem bom!!!
Abraço grande, grande.

com senso disse...

Caro Amigo

Uma das marcas da escrita deste blog é a generosidade e a grandeza de alma.
Pode ter dias mais introspectivos, outros mais abertos ao mundo, mas a verdade é que em todos eles transparece visivelmente um magnifico ser humano.
No que se refere ao meu pequeno blog, que agora anda um pouco parado, agradeço a menção que me honra muito e que naturalmente me faz sentir que vale a pena andar por aqui, deixando a "marca dos pés na areia".
Por último, gostaria de referir que não conheço alguns dos blogues que também foram mencionados, mas conheço bem o do nosso amigo "Pinguim", sendo para mim um dos melhores e mais conseguidos espaços da blogosfera, tem por detrás uma pessoa a quem o Prémio de Alma Grande se ajusta que nem uma luva.
Um forte abraço

Maurice disse...

Caro Sócrates,

A boa educação pede que te agradeça as simpáticas palavras (e os exagerados elogios...) que teces em relação ao meu blogue. Mas a verdade é que, como bem diz o Pinguim, o mérito é mais teu que meu. Tu soubeste cativar a minha atenção pela forma como te foste revelando, pela forma como permitiste que nos aproximássemos, pelas qualidades humanas que foste mostrando, pouco a pouco.
Na verdade, eu sou um oportunista! Quando entrevejo sinais de alguém que vale a pena, de uma pessoa com as qualidades humanas que mais aprecio, aproximo-me e desfruto do que posso...:)
Venho e continuarei a vir aqui com gosto. Obrigado a ti!

Forte abraço

Socrates daSilva disse...

TongZhi,
Pinguim,
Com senso,
Maurice,

A resposta aos vossos simpáticos comentários, já estão neste post. Desta vez a coisa foi ao contrário, repondi primeiro...
:-)

Obrigado e um grande abraço a todos!

Paulo disse...

incrível como ainda não te tinha agradecido esta distinção! obrigado! o prémio está lá na estante há já algum tempo... e releio o que escreveste sobre o fj, fazendo-me lembrar como fui teu assíduo leitor. na verdade, nunca deixei de o ser, mas simplesmente deixei de comentar inclusive porque o tempo não me permitiu mais. mas nunca fugi! tal como antes, espero ter as mesmas palavras de ânimo, encorajamento e boa disposição!
um grande abraço com sincero reconhecimento pela distinção!

Socrates daSilva disse...

Paulo,
Bem hajas pela constante presença e estas palavras.
Abraço!