quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Um post mal intencionado

Uma praga. Uma maldição, um trabalhinho de vudu, um mau-olhado ou outra coisa qualquer que cause no mínimo uma dor de barriga a pessoa ou pessoas que desconheço.

Eu sei que não é conversa que se tenha. Mas, a razão é simples e decerto merece compreensão. 

Roubaram-me os pipos dos pneus do carro. Os quatro! Logo naquelas jantes que são o meu orgulho e onde esfalfo-me a tirar o negro pó de todas as fissuras. Logo aqueles pipos tão leais que cada vez que ia verificar a pressão dos pneus resistiam a sair como se fosse uma tentativa de violação.


E para que querem os larápios os pipos? Para que tipo de colecção de objectos inúteis? Para enfiarem no buraquinho das orelhas a fim de dormirem bem? Para servirem de supositórios? Para colocarem entre os dedos dos pés de modo a pintarem melhor as unhas?

Ainda me dizem que tive sorte. Podiam ter roubado as rodas. Ou até o carro. (Tipicamente português este tipo de raciocínio! Por essa linha de pensamento até ser atropelado é sinal de enorme sorte. “Morreu? Olha que sorte, podia ficar paralítico ou com uma grave deficiência!”; “Ficou paralítico? Ficou deficiente? Olha que sorte, podia ter morrido!”) Para mim é um roubo, independentemente do valor monetário, e um desgosto o que me fizeram. Ponto final.

E como não tenho maneira de encontrar o culpado, delego essa tarefa a quem pode. Se quero justiça de homens, entro com uma acção no tribunal; se quero justiça de quem controla coisas a um nível mais… digamos, elevadamente metafísico, rogo uma praga. 
(Raiospartam…)

A petição está feita. Para alguma coisa há-de servir ter um blogue.

8 comentários:

free_soul disse...

Como te entendo...roubo de algo que é nosso...e nosso não de mais ninguém é digno de petição...e de algo mais... Junto-me a ti neste protesto!
Um beijo

Socrates daSilva disse...

free_soul,

Pois é... Deu-me para isto! É o chamado direito à indignação.

Bjs

Sinest3sico disse...

Achas normal essa indignação e um post deste tamanho por causa de 4 pipos? E a mim? Quem me devolve estes 5 minutos que levei a ler e a comentar isto?

*Ler isto com ironia e um sorriso associado* ;)

pinguim disse...

Se eu fosse contar as vezes que já tive que comprar pipos para substituir os que me vão sendo roubados...
Nunca percebi muito bem para quê, confesso...mas enfim.

TUSB disse...

olha a mim, roubaram me os pipos pouco tempo depois de ter comprado o carro, comprei uns novos por uns 50 cêntimos os 4, depois quando mudei os pneus vinham com uns pipos azuis, não duraram uma noite...

Socrates daSilva disse...

Sinest3sico,
Pois, é um facto. Esses são os riscos de andares a ler um blogue que não interessa nem ao menino Jesus…
(Ler a resposta sentado num sofá, com a perna traçada, um copo de cerveja na mão, amendoins na mesinha e a cara a receber o sol que entra pela janela.)

Espero que o teu sentido de humor suporte esta minha resposta…
:-)
Abraço!


Pinguim,
São aqueles mistérios que deveriam ser tema de alguma reportagem ou novela da TVI.
:-)
Abraço!


TUSB,
Estás a ver? És outra vítima destes tarados dos pipos! Devíamos fazer uma associação, um blogue, umas manifestações e pedir uns subsídios ao estado.
:-)
Abraço!

Sinest3sico disse...

Foi quase, quase, quase!!
Li a resposta de pernas cruzadas num sofá (tipo Budah), uma coca-cola na mão e chocolate na mesinha, o sol está a bater na parede e não na cara.

;) Abraço

Socrates daSilva disse...

Sinest3sico,
:-)
Bom fim de semana!