sábado, 21 de junho de 2008

Patriotismo...


(Lembrei-me deste cartoon da Mafalda há algum tempo, por causa de um post no blogue do Maurice. Já o encontrei e mesmo já indo longe o dia de Portugal, aqui o deixo.)


8 comentários:

jasmimdomeuquintal disse...

Adorei o patriotismo...
Bom fim de semana

The Unfurry Swear Bear disse...

Sempre achei muita piada a Mafalda, obrigado pela rizada heh

pinguim disse...

Eu tenho um pouco de Mafalda dentro de mim, sabias?
Abraço.

Catatau disse...

A fina ironia do Quino (Joaquín Salvador Lavado), sempre atenta às nossas humanidadezinhas, rsrsrsrsr...
Sempre gostei desta pequenota argentina, reivindicativa e lúcida.
Também gostava de pensar que tenho um bocado de Mafaldinha dentro de mim (acho que até já dá para ver o bracinho a sair, ah ah ah ah!)...

sp disse...

Hehehehehe... Um abraço!

Arion disse...

Entendo lindamente o espírito do cartoon, até porque parte do meu esforço mental diário é dedicado a várias formas de tentar esquecer-me de que nasci aqui. O eco que Quino sempre encontrou no nosso país - justamente - não é de estranhar, pois Portugal partilha muitas das características católico-terceiro-mundistas e miserabilistas que ele sempre tão bem criticou. Aliás, Portugal continua a parecer-me um país sul-americano!

Special K disse...

Arion, o teu comentário, assino por baixo. Gosto de ser português mas nunca gostei da palavra patriota. Diria apenas que a minha pátria é a espécie humana.
Como diria o teu famoso homónimo "Sou um cidadão do mundo".
Um abraço.

Socrates daSilva disse...

Jasmim,
Como sempre simpática!
Bom fim-de-semana e bjs

Unfurry,
A Mafalda arranca-me sempre muitas rizadas!
Abraço

Pinguim,
Então é por isso…
Que és um bom companheiro!
Abraço

Catatau,
A Argentina tem coisas fantásticas, não tem?
(Outro com a Mafalda dentro? Oh, meu Deus, mas a Mafalda anda a ser clonada?)
Abraço

Sp,
:-)))
Abraço

Arion,
Tenho também alturas em que me sinto um perfeito alien neste país. Mas, noutros momentos gosto tanto dele! Mas, enuncias bem o que há de pior na nossa cultura.
Abraço

Special k,
Tens toda a razão. Quem inventou as fronteiras?
Abraço