quarta-feira, 28 de maio de 2008

Solidão


Solidão não é a falta de gente para conversar,
namorar, passear ou fazer sexo...
isto é carência.

Solidão não é o sentimento que experimentamos
pela ausência de entes queridos que não podem
mais voltar...
isto é saudade.

Solidão não é o retiro voluntário que a gente
se impõe as vezes, para realinhar os pensamentos...
isto é equilíbrio.

Tampouco é a pausa involuntária que o destino
nos impõe compulsoriamente, para que revejamos a
nossa vida...
isto é um princípio da natureza.

Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado...
isto é circunstância.

Solidão é muito mais que isto...

Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos
e procuramos em vão, pela nossa Alma!

Fátima Irene Pinto


12 comentários:

pinguim disse...

Belo poema (desconhecia a autora) e adequada foto.
Abraço.

Special K disse...

Perder a alma, aí está a verdadeira solidão.
Também não conhecia esta Fátima Irene Pinto mas gostei.
Um abraço

Catatau disse...

Interessante. E muito reflexivo...

(Noto cada vez mais solidão nas pessoas. Mesmo quando estão acompanhadas. É pelo excessivo individualismo ou é só mesmo incapacidade de comunicar?)

O Fugitivo disse...

Amigo Sócrates daSilva

Um belo retrato da solidão, que tantas vezes marca o nosso quotidiano, mesmo não estando desacompanhados.

Sabes?
Solidão é ficar no cais da estação a ver os comboios que vão partindo.

Um abraço
Daquele que agora se dá pelo nome de
Fugitivo

The Unfurry Swear Bear disse...

Bonito texto, mesmo se não sofro desse mal, nem me lembro ter sofrido de solidão, pelas piores situações que tenha passado sempre tive a sorte de ter feito amigos por onde quer que fosse, sempre consegui partilhar um pouco de mim com os outros, e já diz o ditado, quem parte e reparte.... :D

Tongzhi disse...

É um poema belíssimo!
Confesso que nunca sofri desse mal. Contudo, estamos começados mas não ...

Maurice disse...

Estou quase convencido que nunca se sofreu tanto de solidão como nos tempos que correm. Parece que quantas mais formas de comunicação encontramos, mais sozinhos nos encontramos. Talvez porque a solidão tenha mais a ver connosco próprios do que com a presença ou ausência de outros, como bem diz o poema...

Abraço

Socrates daSilva disse...

Pinguim,
Obrigado, amigo! Foi o tema deste poema que primeiro chamou a minha atenção (porque será?)
Depois fiz umas pesquisas sobre esta autora brasileira e conheci um pouco da sua obra. Tem outros trabalhos muito interessantes.
Abraço


Special K,
É mesmo, meu amigo…
É daquelas expressões que eu defino como um “murro no estômago”. Vais gostar de outros poemas dela. Ainda não conheço muita da sua obra, mas pelo que já li, gostei também.
Abraço


Catatau,
Creio que as duas hipóteses são de considerar. Penso que na solidão que por vezes sinto é um terceiro motivo. A ver vamos, como diz o cego!
Abraço


Fugitivo,
É belo e assustador. Tipo a Bela e o monstro.
Olha, gostei dessa comparação. Eu adoro comboios. Confesso que prefiro ir neles a ficar no apeadeiro.
:-)
Abraço


Unfurry,
És um bendito entre os homens! Roga por nós sofredores…
(Prontos, deixei-me levar pela piada!)
A sério, é muito bom não se sentir na pele o que este poema evoca. Se tens amigos ao teu redor, mesmo em horas difíceis, é porque tu também tens sido um bom amigo para os que te rodeiam. Não percas essa boa qualidade.
Abraço


Tongzhi,
Fico feliz de seres outro bendito! Cada um tem o que merece…
:-)))
(acho que percebi a conclusão…)
Um abraço


Maurice,
Concordo plenamente com esse paradoxo.
Por que será que nos perdemos da nossa alma e ficamos sozinhos? Que raio de mundo é este? Ou teremos nós a culpa?
Um abraço

sp disse...

Gosto tanto do poema como da fotografia!!

Abraço...

jasmimdomeuquintal disse...

Eis a melhor descrição de solidão...
Espero que a referência seja apenas porque o poema, apesar de triste é bonito, porque sentirmo-nos assim é mau, muito mau. Sei do que falo.
Bjocas

Luís Galego disse...

Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos...pois, acontece!!!

Tambem não conhecia a poeta (ou poetisa) mas sabe do que fala.

Um abraço

Socrates daSilva disse...

sp,
Obrigado! Atrairam logo a minha atenção.
Também gosto das tuas visitas.
Abraço...


Jasmim,
O poema é mesmo triste e bonito simultaneamente.
E também sei o mau que é alguem sentir-se assim. Mesmo que seja ocasionalmente...
Bjs


Luis,
Ela conseguiu colocar em belas palavras algo sentido por muitos.
São os poetas...
Um Abraço