terça-feira, 6 de maio de 2008

Uma ponte

Eu estou ao teu lado
Quando o tempo maltratar
-te
E os amigos não puderem ser encontrados perto
Como uma ponte sobre águas turbulentas
Eu irei colocar
-me


Eu ficarei do teu lado
Quando a escuridão chegar
E o sofrimento estiver ao redor
Como uma ponte sobre águas turbulentas
Eu irei colocar
-me


É uma brincadeira que fiz com a letra de Bridge Over Trouble Water, de Simon & Garfunkel. Esta música, uma das da minha preferência, veio-me á memória por uma conversa que tive ontem. Quero relembra-la porque neste momento não encontro palavras melhores para dizer

OBRIGADO


7 comentários:

Special K disse...

As boas pontes são assim; se tiverem boa manutenção, podem passar muitas águas revoltosas que se aguentam sempre.
Um abraço

Socrates daSilva disse...

special k,
Que excelente analogia a tua! Nem imaginas como é oportuna…
Obrigado, meu amigo. Abraço

Catatau disse...

Tem piada que agora fizeste-me lembra a bela música dos Pretenders, "I Stand by you". Sabe-se lá porquê...

E mesmo que as águas alterosas choquem os seus pegões, há sempre um olhal ou dois, para descarregar e fazer fluir a tormenta. :)

Tongzhi disse...

Há que tempos que não ouvia esta música!
Fizeste-me recordar uma fase, muito "revolta" mas bem gira, da minha vida.

Moi disse...

Ai, a música e amemória... E há pontes com mais de dois mil anos... Está tudo no processo de construção. Abraço.

The Unfurry Swear Bear disse...

Outras pontes nem precisam de manutenção para aguentarem seculos heheh está realmente tudo na base em que foi construida :D

Socrates daSilva disse...

Catatau,
Essa é outra excelente música que realmente entra no espírito do meu post.
Boa utilização da ideia de ponte para os desafios desta vida…
Abraço

Tongzhi,
Ele há músicas que são eternas! E tem memória…
Abraço

Moi,
Mais vale uma construção lenta e segura que uma rápida e vistosa com pouca consistência.
100 % de acordo.
Abraço

Unfurry,
As pontes dos romanos ainda ai estão… A de Castelo de Paiva lá caiu…
Abraço